Amarrações da paixão

Amarrações da paixão

O famoso «Compendium Maleficarum» , ou o «Compêndio das Bruxas» de 1608, do notório padre e demonologista Italiano Francesco-Maria Guazo (n. 1570), no capitulo VI do Livro I,  faz nota sobre os famosos trabalhos de magia negra de são Cipriano (f. 258 d.C), e como eles foram suportados pelo pacto que o bruxo Cipriano fez com o Diabo, e que lhe concedeu preciosos conhecimentos ocultos. E alguns dos mais famosos trabalhos do bruxo Cipriano era fortíssimas amarrações. Conforme o bruxo Cipriano, também outros bruxos ao longo da historia fizeram semelhantes amarrações, e também eles ficarem eternizados na historia.

Jacques Collin de Plancy ( 1793 – 1881) célebre ocultista e demonologista Francês, autor do influente «Dictionnaire Infernal», um tratado de demonologia publicado em 1818, faz nota sobre um bruxo que existiu em França de nome Hélias. O bruxo Hélias viveu por volta dos anos de 1635 não muito longe de Notre-Dame, em Paris, e tinha um demónio que falava consigo através do fogo, desse modo dando-lhe instruções sobre a forma de praticar os mais fortes trabalhos de magia negra. E a verdade, é que os trabalhos executados conforme os saberes ditados pelo demónio, davam sempre os mais espantosos efeitos. Dizia-se que alguns dos seus mais famosos trabalhos de magia negra eram amarrações que faziam as criatura embruxadas arder em fogo de paixão, conforme era o fogo através do qual o demónio falava com Hélias.

Francois de Montmorency ( 1628 – 1695 ) foi um outro famoso bruxo que viveu em França, e que foi levado ás artes da magia negra através de uma bruxa de nome Dupin. A jovem bruxa Dupin seduziu François, seduzindo-o com a sua beleza, e encantando-o com o poder que os conhecimentos das artes negras ofereciam. François entregou-se assim aos caminhos da magia negra, e assinou pacto com o seu sangue num documento que a jovem bruxa Dupin conservou sempre consigo. Diz-se que o bruxo François assistiu á apresentação do seu próprio pacto ao Diabo, pois que foi a bruxa que lho levou durante a celebração de um Sabbat satânico, onde ali e na presença de François, se entregou lascivamente ao demónio. Dai em diante François passou a realizar fortes trabalhos de magia negra.  Tamanhos foram os feitos que os seus bruxedos alcançavam, que ganharam grande reputação, e a sua fama acabou por chegar aos ouvidos do rei Luís XIV ( 1638 – 1715). As suas amarrações eram tão fortes que andavam a causar escândalos de adultério por toda Paris, o que levou o rei a assinar, em 1682, uma ordenança contra as artes desses reputados bruxos e bruxas. Porem de nada serviu, pois as amarrações continuaram a ser produzidas, para grande regozijo da vasta clientela do bruxo.

Procura verdadeiras amarrações ?

Venha falar com quem sabe.

Escreva-nos!

© 2019, admin. Todos os direitos reservados. Copyright de trabalhosdemagianegra.com

This entry was posted in amarrações and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.