Trabalhos de magia de amarração

Trabalhos de magia de amarração

Um dos primeiros livros sobre magia negra e bruxaria, foi o Formicarius do reputado teólogo Alemão Johannes Nider,(1380 – 1438),  que escreveu o grimório em 1435, e publicando-o em 1475. Já o primeiro livro de demonologia a ser impresso mecanicamente, foi «Fortalicium Fidei», no ano de 1545, do celebre demonologista Alphonsus de Spina ( n. 1491), um influente Bispo franciscano Espanhol. Já Jean Vineti, um padre Dominicano Francês, publicou em 1450 o «Tratactus Contrademonum Invocatores», no qual combatendo os cépticos que descriam do oculto, Vineti confirma e comprova a realidade da existência de demónios, da magia negra, das bruxas e da bruxaria. Já o notório Grimório Errores Gazariorum de 1450, aborda os Sabbat Satânicos onde as bruxas se entregam á adoração de Satanás, assim como lhe manifestam veneração através de obscenos rito heréticos, entregando-se depois a profanos festins de luxuria com demónios, para depois celebrarem os seus mais fortes trabalhos de magia negra. O culto satânico é por isso comprovado, verificando-se que a sua existência é uma realidade que causa sérios efeitos de magia negra. O primeiro grimório escrito em Francês, é o La Vauderie Lyonois, uma compilação feita pelo padre e inquisidor de Lyon, França, região na qual existiram notórios cultos satânicos, alguns deles dentro da própria Igreja, em conventos e abadias. Soube-se assim da existência de freiras e padres satânicos, e das suas lendárias missas negras. Henri Bouget ( 1550-1619), foi um notório demonologista francês, autor da obra Discours exécrable des Sorciers (1603), nos quais muitos aspectos da magia negra e bruxas são sistematizados.  Os mesmos trabalhos de magia negra foram mencionados por Jean Bodin (1520-96),  um jurista e filosofo francês, autor da notória obra «De lá Demonomanie des Sorcieres» , publicada em Paris, no ano de 1580 . As obras deste celebre demonologista descreveram as suas observações pessoais sobre casos verídicos de bruxas, de bruxaria, de magia negra e de trabalhos de magia negra. Algumas das mais famosas bruxarias de magia negra, eram as amarrações, sendo que na Idade Media as amarrações tinham o nome de «Ligatures», ou «ligaduras», ou «nós das bruxas», ou «escadas das bruxas».

No século XIX, havia um celebre bruxo na paroquia de Llanfihangel-Geneurglyn, em Cardiganshire, Gales, que era conhecido pelo bruxo John Price. O bruxo John Price era procurado por todo o tipo de assuntos, mas ficou particularmente famoso quando na paroquia de Llanfihangel houve uma criança muito doente, e o pai secretamente procurou pelo bruxo. Os médicos já tinham desistido do caso, e a criança tinha sido desenganada, ou seja, considerada um caso incurável. O bruxo sente-se diante da sua lareira, remexeu o fogo com uma vara, e disse ao pai que naquela noite a criança ia morrer, mas que de manhã renasceria. E assim aconteceu. Estes eventos foram testemunhados pelo padre da paroquia Llanfihangel, que tomou nota deles, registando-os de forma a que acabaram por ficar historicamente documentados. Por isso, o poder e o alcance da bruxaria é real, e lida com as mais profundas forças do mundo dos mortos, e dos espíritos. E é bem real, tão real que a historia o comprova com evidencias e factos.

Outra bruxa famosa existiu em Inglaterra, chamada a bruxa Mary Marshall. A bruxa Mary Marshall viveu por volta dos anos de 1800, e as suas bênçãos eram desejadas, mas as suas maldiçoes eram temidas. Mary tinha-se tornado bruxa ainda jovem, quando o Diabo lhe apareceu perto de uma grande árvore, e a seduziu. A jovem Mary ficou fascinada pelo homem no qual o demónio se havia incorporado, e ali mesmo entregou-se-lhe voluptuosamente. Enquanto a tomava carnalmente, o Diabo propôs-lhe casamento, assegurando-lhe que se ela aceitasse, nunca mais nada lhe faltaria, pois cuidaria dela como um esposo faz pela sua mulher, o que a jovem Mary arrebatada pelos ímpetos de luxuria, ali e naquele frenesi lascivo aceitou. Nesse momento recebeu a marca do Diabo, que ficou em ferida e só sarou ao terceiro dia. Dai em diante Mary foi sempre acompanhada pelo demónio, até mesmo quando casou e o demónio tomou o corpo do marido na noite de núpcias, e quando ficou viúva pois o demónio lhe levou o marido, uma vez que o Diabo é ciumento, e quer as suas esposas apenas para sí mesmo. E o demonio ensinou-lhe encantamentos que a bruxa Mary Marchall podia murmurar quando quisesse, pois que fazendo-o então contaminava quem quisesse das mais fortes bênçãos ou desgraçadas maldições.  A bruxa ficou famosa por um episódio que que sucedeu na localidade de Stokesley, quando um homem de nome Morton passeava a cavalo, e bruscamente, com rude desdém, lhe disse para sair do caminho, e lhe chamou «velha meretriz do Diabo», e «semente do Diabo». A bruxa Mary encarou-o olhando-o fixamente nos olhos, e murmurou um encantamento quase inaudível, ao que a seguir disse: «Quanto caíres do teu cavalo, cairás da tua fortuna. E conforme o cavalo se for, também se irá ela.» O cavalo prontamente atirou o cavaleiro para o chão, e galopou para longe dele. Daí em diante, nunca mais nada correu bem na vida do homem, que acabou arruinado. O bom povo de Stokesley testemunhou este evento, e desse dia em diante fama da bruxa chegou aos quatro cantos do condado. Pelo menos uma vez por semana, o demónio visitava a bruxa á noite, até o galo anunciar a alvorada, e cuidava dela, ensinando-lhe os mais ocultos ensinamentos de magia negra, com os quais ela fazia os mais fortes trabalhos de magia negra. Se tão desgraçadas eram a suas maldiçoes, também procuradas eram as suas bênçãos. Por isso, nos assuntos amorosos, toda a pessoa que a bruxa abençoasse no amor com os seus encantamentos murmurados, então veria o seu amor favorecido e aconteceria-lhe conforme desejado, de modo que as pessoas amarradas pelos seus trabalhos de magia de amarração entregavam-se sempre enamoradas, e arrebatadamente apaixonadas.

Procura verdadeiros trabalhos de magia de amarração ?

Venha falar com quem sabe.

Escreva-nos!

© 2019, admin. Todos os direitos reservados. Copyright de trabalhosdemagianegra.com

This entry was posted in trabalhos de magia negra and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink.