Rituais de magia negra com selos mágicos

Rituais de magia negra com selos mágicos

O medico bávaro Joahannes Hartlieb ( 1400-1468), foi um dos estudiosos do oculto, que se dedicou a pesquisar sobre as artes proibidas da magia negra e dos trabalhos de magia negra. o dr Hartlieb catalogou uma serie de grimórios. O medico bávaro deu assim valiosas referencias sobre alguns dos mais míticos e famosos grimórios de magia negra , sendo eles: Sigillum Salomonis, Clavicula Salomonis, Hierarchia, Shemhamphoras.

Algumas destas obras eram atribuídas ao rei Salomão, o famoso  monarca hebraico que terá reinado entre 970 a 928 aC. Sobre a verdade da vida e obra deste lendário rei, atestou o historiador Flavius Josephus, que no primeiro século depois de Cristo, aludiu sobre a magia salomónica, dando testemunho dos seus poderes. Foi então que se soube que foi através de magia negra – invocando, controlando e comandando demónios – , que o rei Salomão conseguiu a histórica tarefa de erguer o majestoso Templo de Jerusalém. Um dos mais bem conservados segredos da magia salomónica, é a forma como numa bruxaria, se obtém controlo sobre espíritos de trevas e demónios, levando-os a fazer conforme o bruxo deseja. Ora, a obediência dos demónios conforme o rei Salomão a conseguiu, obtém-se através de certos símbolos ocultos, que são assinaturas demoníacas. Essas assinaturas contendo no seu desenho o próprio nome do espírito de trevas, então permitem ao bruxo tanto invocar, como confinar e depois esconjurar aos demónios. Desde de sempre que se sabe que é através do nome de um espírito que se consegue domina-lo, obrigando a comparecer a um chamamento, e levando-o a cumprir uma demanda. Por isso mesmo, é que o próprio Deus tornou o seu nome secreto, tornando o seu próprio nome no indizível e inefável nome de Deus.

Os rituais e trabalhos de magia negra feitos com recurso aos mais ocultos e poderosos meios, são rituais de magia negra celebrados com recurso àquilo que se chamam de selos mágicos, ou de assinaturas demoníacas, conjugando esses selos com a feitura de ritos de magia negra adequados, assim como com oferendas ocultas e procedimentos mágicos seculares e secretos.

Os selos mágicos são símbolos usados pelos bruxos na sua  bruxaria trabalhos de magia negra para tanto invocar como esconjurar ou comandar a anjos, a demónios ou a espíritos em geral.

Tais selos mágicos são usados em todo o tipo de bruxaria e de rituais de magia negra, sendo que há séculos atrás essa assinaturas demoníacas eram normalmente desenhados em sangue.

Porem:

os selos mágicos podem porem também ser desenhados com tintas virgens e previamente consagradas.

Na obra a chave menor de Salomão, são referidos 72 selos que servem para comandar a 72 demónios.

Dizem as lendas do misticismo hebraico – através das obras de vários ancestrais rabinos – que o rei Salomão enriqueceu e construiu o seu grande tempo com recurso a demónios, os quais controlou e comandou através do uso de símbolos mágicos aplicados em rituais de magia negra.

Os selos mágicos são usados em diversas religiões e doutrinas ocultas, desde o misticismo do Judaísmo, ao ocultismo do Cristianismo, até ao Vodu e outras religiões de origem africana, onde pontos riscados, (símbolos esotericos), são desenhados junto de oferendas e sacrifícios por forma a invocar entidades espirituais, e dirigir-lhes pedidos.

Em demonologia, o símbolo mágico é na verdade uma assinatura demoníaca, querendo isto dizer:

todos os demónios tem uma assinatura pessoal, ( por vezes tem mais que uma assinatura), com a qual outorgam os seus pactos em consequência de rituais de magia negra que lhe sejam dirigidos.

Então:

essa assinatura demoníaca serve não apenas para o demónio selar um pacto com uma bruxa, como também serve para a bruxa – através da feitura de rituais de magia negra –  poder invocar e enviar pedidos ao demónio.

Por isso:

essa assinatura demoníaca pessoal de cada demónio, ( conjugada com a formula certa de sacrifícios, de rituais de magia negra , de oferendas, de encantamentos e de procedimentos mágicos infernais), é um poderoso instrumento magico – de rituais de magia negra – que apenas bruxas e bruxos conhecedores os ocultos mistérios da bruxaria sabem dominar.

casos verídicos e históricos de celebres rituais de magia negra

Existe um caso historicamente comprovado do uso desses selos mágicos, onde um pacto registo num documento foi descoberto, e nele constavam as assinaturas de vários demónios.

Esse caso foi o caso do padre Urbain Grandier, que no seculo XVII fez – atraves de rituais de magia negra – um pacto demoníaco por forma a receber grande proveitos desse seu comércio infernal, sendo que esse pacto foi selado precisamente com as assinaturas dos demónios que concorreram para a outorgarão dessa essa magia negra.

Nesse pacto o padre concordava em se prostituir aos demónios por 3 dias, de forma a receber os favores dos demónios.

Depois disso, o padre deveria todos os anos apresentar-se aos demónios, (entre outros: Lucifer, Satanás, Astaroth, Belzebu, Leviatã),e uma vez por ano o padre deveria apresentar-se-lhes através da feitura um selo de sangue aos demónios, ( o símbolo magico desenhado em sangue, e que serve justamente para se operar em poderosos rituais de magia negra), assim como deveria nessa altura profanar objectos da igreja debaixo dos seus pés.

Em troca, os demónios conceder-lhe-iam 20 anos de vida, nos quais eles estariam sempre disponíveis para serem consultados.

Da mesma forma:

os demónios prometeram ao padre o amor das mulheres, a virgindade das virgens, respeito dos monarcas, honrarias, e a satisfação dos seus desejos. Findos esses 20 anos, o padre concordava em abandonar este mundo humano, e que a sua alma ao invés de se elevar ao Céus para se juntar a Deus, antes fosse se juntar demónio e ficar eternamente praticando o pecado. Foi assim fazendo que o padre Urbain Grandier passou a ser um padre satânico.

Dizem as lendas que embora não gozando inteiramente desses 20 anos, ( pois o pacto com as assinaturas demoníacas foi entretanto descoberto pela Inquisição, e o padre foi queimado na fogueira pela pratica de bruxaria e de rituais de magia negra), porem o padre alcançou muitas coisas que desejava e ainda outras que muito ambicionava, e – conforme compactuado – depois de desencarnar, a alma do padre satânico juntou-se ao demónio para ainda hoje viver desencarnada e praticando o pecado da bruxaria.

Assim sendo:

embora morrendo na fogueira pela pratica de bruxaria e de rituais de magia negra, porem a lenda do padre Urbain ficou celebre.

Outro dos casos historicamente reconhecidos de rituais de magia negra, foi aquele famoso e infernal ritual de magia negra celebrado pelo Abade Guibourg em 1680, ( cobrado que foi a peso de ouro ), e através do qual o abade conseguiu conceder á Marquesa de Montspan as boas graças do rei Luís XIV, do qual a marquesa conseguiu ser amante, dele tendo 7 filhos, e tornando-se uma das mais poderosas mulheres de França. Para atender aos desejos da marquesa Montspan, o abade Guiborg celebrou uma celebre missa negra, que gerou resultados lendários.

Outro dos casos historicamente documentados sobre o uso de símbolos mágicos em rituais de magia negra, foi o famoso evento ocorrido no século XIV com Jacques de Molay (1243 – 1314), o grão mestre da ordem dos Templários. Na Idade Média, um dos mais célebres casos de culto satânico foi o da ordem dos Templários, onde se venerou a demonios, se praticou magia negra, e onde existiram sacerdotes satanicos no seio da própria Igreja. A ordem religiosa foi fundada na Idade Média por Hugo de Payens, a ordem religiosa dos Templários (1118 – 1312) era a mais poderosa da Europa. Tão poderosa, que os mais poderosos reis europeus se curvavam perante as suas riquezas e poder. Até o próprio Vaticano temia a ordem dos Templários, pelo que muito conspirou para a extinguir. Tais conspirações acabaram por ter sucesso, com a ajuda do rei Francês Filipe IV, o belo. Quando a ordem dos Templários foi extinta, Jacques de Molay (1243 – 1314), o seu ultimo grão mestre, foi aprisionado e condenado á morte pela pratica de magia negra, e por celebração de culto adoração ao Diabo. Sabe-se que antes da sua execução, ( ocorrida em 18 Março 1314), Jacques de Molay – o ultimo grão-mestre dos templários – rabiscou nas paredes da sua cela vários símbolos mágicos e assinaturas demoníacas  de magia negra nas paredes da cela onde estava detido, e disse na hora da sua morte, que no prazo de um ano, todos os seus carrascos iam morrer. A verdade é que meses após a sua morte, os nomes por ele rabiscados nas formulas de magia negra faleceram todos, fosse de estranhos acidentes, ou de sinistras doenças que subitamente os infestaram. Até o próprio rei de França que o mandou matar, morreu misteriosamente e ainda relativamente jovem, e nesse mesmo ano, 9 meses depois. A maldição de magia negra lançada pelos símbolos mágicos e assinaturas demoníacas… não falhou. Nenhum deles sobreviveu á maldição do grão-mestre.

Em suma:

Os rituais de magia negra oficiados através do uso de selos mágicos ou assinaturas demoníacas , quando conjugadas com oferendas, com rituais ocultos e com procedimentos de magia negra adequados…. eles são um poderoso instrumento para alcançar todo o tipo de finalidades, seja em amarração amorosa, seja fazer o homem ficar sexualmente impotente, seja para dominar a pessoa amada, seja para dar sumiço em indesejáveis, seja para destrancar caminhos e garantir sucesso em todos os mais íntimos desejos de quem se quiser fazer valer de magia de um tal portento.

Para saber mais, leia também:

Magia negra e demonologia

Magia negra no mundo, ao longo dos séculos

Magia negra, o que é a magia negra

Magia negra na História

Magia Negra e os Grimórios satânicos

Magia Negra e Satanás

Magia negra e Lilith

Magia negra e Baphomet

Magia negra e o demonio Astaroth

Magia negra e o demonio Mammon

Magia negra e o demonio Asmodeus

Magia negra e o demonio Beelzebub

Magia negra e Salomão

Magia negra e o demonio Mephistopholes

Magia negra e o mau olhado

Magia negra e o sangue das bruxas

Magia negra e a marca das bruxas

Magia negra e as varas magicas

Magia negra e os demonios familiares 

Magia negra e os demonios Sucubbus

Magia negra e o Satanismo 

Magia negra e o caldeirão das bruxas

Magia negra e o pentagrama

o que são bruxas e bruxos,

o que são freiras satânicas e padres satânicos ,

como funcionam as bruxarias,

Magia Negra e as possessões demoníacas

Magia negra e as 3 Leis da magia negra

Demonios, demonologia e o Diabo

Lúcifer e Satanás, quem são

As Missas Negras

Os Sabbats das bruxas

os Pactos demoníacos,

Quer rituais de magia negra poderosos, e de verdade?

Escreva-nos!

Trabalhos de magia negra, magia negra, amarrações. O altar de baphomet é uma Associação de natureza religiosa – informal e sem personalidade jurídica – fundada em 2011, e conforme os termos da Lei 16/2001 de 22 de Junho.O altar de baphomet é um altar privado de culto religioso privado e fechado. O altar de baphomet exerce os seus préstimos espirituais online, já há quase 1 década aqui abrindo caminhos nas causas mais impossíveis. No altar de baphomet praticam-se as artes da magia negra, invocações de espíritos de trevas, conjuraçoes de demónios, assombrações e aparições. Celebram-se missas negras para todos os fins: amarrações de casal, separações de casal, bruxaria de vingança, bruxarias de justiça, trabalhos de magia negra para afastamento de pessoas indesejáveis, trabalhos de magia negra para todos os fins.Desde 2011 a providenciar sucessos e vitorias, nos casos mais difíceis e desesperados.

© 2019, admin. All rights reserved.

This entry was posted in trabalhos de magia negra and tagged , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.