Magia negra e os demonios Enochianos

Magia negra e os demónios Enochianos

Os demónios Enochianos constam do livro apócrifo de Enoch, que foi escrito um século antes do nascimento de Cristo, e do qual apenas algumas copias e fragmentos sobreviveram ao longo dos séculos. George Syncellus, ( f. 810/11), um padre e cronista bizantino foi responsável pela preservação de muitos desses escritos e fragmentos. No século XII, o filosofo e enciclopedista Inglês Alexandre Neckam ( 1157 – 1217), e a monja beneditina e mística Hildegard de Bingen  ( 1098 – 1179), debruçaram-se profundamente sobre o estudo destes anjos caídos. Segundo estes estudos demonológicos, observa-se que há um conjunto de anjos que concordaram em fazer-se cair na terra, para introduzir a civilização ao homem. O número desses anjos é vasto, mas entre os nomes dos seus líderes estão Akibeel, Amazarak, Anane, Arizial, Armers, Asael, Azaradel, Azibeel, Azkeel, Barkayal, Batraal, Danel, Ertrael, Jomiael, Ramuel, Samaevel, Tamiel, Turel, Urakabarameel, Sar Akuyal, e Zavebe. Há quem diga que foi com este grupo de anjos que Satanás desertou do céu, e se tornou Senhor deste mundo. Foram estes os anjos que tendo visto as mulheres as desejaram, e tomando-as para si dormiram com elas, e em troca ensinaram-lhes a magia e a ciência. Mais tarde, num momento posterior é que se viria a verifica a queda de Lucifer. Enquanto que Satanás foi um desertor, já Lucifer foi um insurgente que perdeu a guerra da sua revolta contra Deus, e acabou exilado na terra. Estes estudos demonológicos foram apaixonadamente estudados por John Dee. John Dee ( 1527 – 1608), foi um célebre erudito e ocultista. O notório ocultista Dee, foi astrólogo pessoal da Rainha Maria I de Inglaterra, ( 1516 – 1558), e de Elisabete I de Inglaterra (1533 – 1603). John Dee interessou-se vividamente pelo contacto com os espíritos, havendo debruçado sobre estes espíritos Enochianos. Já no século XIX, o célebre ocultista Francês Eliphas Levi ( 1810-75) deixou escritos de grande importância sobre estes mesmos espíritos Enochianos.

Os gnósticos dos primeiros tempos da cristandade, inspirando-se pela ordem de classificação de espíritos de Platão ( n. 429 aC), definiram a hierarquia dos anjos. A primeira e mais alta ordem angelical eram os Serafins, a segunda os Querubins, a terceira os Tronos, a quarta os Domínios, a quinta as Virtudes, a sexta os Poderes, a sétima os Principados, a oitava os Arcanjos, sendo a última de todas a nona ordem, que é a dos Anjos. Esta hierarquia angelical, viria depois a reflectir-se na própria hierarquia dos demónios.

A visão geral Enoquiana dos anjos caídos, relata como um grupo de cerca de 200 anjos fora destacado para observar a humanidade, e vendo a beleza das mulheres, os anjos desejaram-nas, tomaram-nas para sí mesmas, e em troca ofereceram-lhes conhecimentos. Foi em consequência disso, que a humanidade recebeu os conhecimentos que levaram á fundação da civilização. Há quem afirme que este foi o primeiro acto de bruxaria que ocorreu á face da terra, pois que o acto de bruxaria consiste justamente numa bruxa entregar-se carnalmente a um demónio, em troca de sabedorias e favorecimentos. Estas noções provem tradições muito antigas, como as que constam no Lemegeton de Salomão. Houveram poderosos grimórios de magia negra inspirados em saberes hebraicos e arábicos na Idade media, e um deles foi o Lemegeton e Liber Officiorum, onde se catalogam os vários reis, duques, marqueses e condes dos infernos.

Nas tabelas Enochianas, os nomes demoníacos variam, havendo algumas versões inspiradas no Enchiridion do Papa Leão III ( 750 – 816 d.C). O Enchiridion é um famoso grimório que se diz ter sido encomendado pelo Papa Leão III como um presente para Carlos Magno ( 742 – 814 d.C). O livro aparece impresso em 1523, pelo que alguns atribuem antes a sua autoria ao Papa Leão X ( 1475 – 1521). Porem, regra geral os Espíritos Enochianos, são:

Tabela de Demónios Enochianos

Já o Lemegeton, é um termo geral para os 72 demónios listados pelo rei Salomão.

A lista dos 72 demónios do Lemegeton, são:

Tabela dos 72 Espíritos de Salomão

O Lemegeton, é um grimório e um instrumento de grande valia para a prática da magia negra, pois permite ao bruxo saber tanto como invocar aos demónios de forma eficaz e segura, assim como quais os demónios devem ser conjurados para que respectivos trabalhos de magia negra. Na obra «Discoverie of Withcraft» (1584), do célebre demonologista Inglês Reginald Scot. ( 1538- 1599) , consta a lenda segundo a qual o Rei Salomão reunião 72 demonios, dos quais o chefe era Bileth, o segundo era Belial, e o terceiro era Asmodeus, tendo trancado esses demónios num vaso de bronze, que depois atitou a um lago profundo. Porem, os babilónicos na esperança de desencantarem um grande tesouro, abriram-no e soltaram os demónios. Da horda de demónios que escaparam, eles passaram a adorar o mais poderoso deles, que era Belial, a quem ofereciam orações e sacrifícios. A maioria destes 72 espíritos de trevas ou demónios, manifesta-se sempre em formas monstruosas e animalescas. O único que se manifesta na forma de uma linda mulher é o demónio Gomory, enquanto que Astaroth e Procel manifestam-se como anjos. Belial é aquele que exige sacrifícios. Os 72 espíritos de Salomão são particularmente conhecidos nas tradições dos grimórios de magia negra, especialmente pelos seus sigilos. Com o conhecimento do sigilo e do nome do demónio, o bruxo está em condições de poder invocar ao espírito de trevas. No entanto, o conhecimento dos atributos do demónio é fundamental para que ele se manifeste, e para conseguir lidar com a entidade de forma segura. O demónio AMON sempre foi um dos espíritos mais invocados pelas bruxas, pois ele não apenas faz revelações sobre coisas futuras, como intervém fortemente em assuntos eróticos e amorosos. Há porem cinco espíritos de trevas invocados exclusivamente pelas bruxas e para elas mesmas, pois esses são aqueles que verdadeiramente lhes concedem espíritos demoníacos familiares. Já os demónios Gamygyn e Murmur são muitas vezes invocados pelas bruxas em assuntos amorosos, pois que permitem levantar espíritos dos mortos usados tanto em revelações sobre coisas futuras, como em assuntos românticos.

Veja também:

Demónios e o Diabo

Demonologia e demonologistas

Grimórios de magia demónica

Quer verdadeiros trabalhos de magia negra?

Venha falar com quem sabe.

Escreva-nos!

 

Trabalhos de magia negra, magia negra, amarrações, amarrações de magia negra, O altar de baphomet é uma Associação de natureza religiosa – informal e sem personalidade jurídica – fundada em 2011, e conforme os termos da Lei 16/2001 de 22 de Junho.O altar de baphomet é um altar privado de culto religioso privado e fechado. O altar de baphomet exerce os seus préstimos espirituais online, já há quase 1 década aqui abrindo caminhos nas causas mais impossíveis. No altar de baphomet praticam-se as artes da magia negra, invocações de espíritos de trevas, conjuraçoes de demónios, assombrações e aparições. Celebram-se missas negras para todos os fins: amarrações de casal, separações de casal, bruxaria de vingança, bruxarias de justiça, trabalhos de magia negra para afastamento de pessoas indesejáveis, trabalhos de magia negra para todos os fins.Desde 2011 a providenciar sucessos e vitorias, nos casos mais difíceis e desesperados, celebrando trabalhos de magia negra, magia negra, amarrações, amarrações de magia negra.

© 2019, admin. All rights reserved.

This entry was posted in magia negra and tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.