Amarrações de magia negra, celebradas por um bruxo

Amarrações, amarrações de magia negra seladas por bruxo

Um caso verídico e historicamente documentado sobre a existência de padres Satanicos, e os seus poderosos trabalhos de magia negra e amarrações de magia negra, ocorreu em 1678, quando o Abade Guiborg. celebrou uma Missa Negra em favorecimento da a marquesa de Montespan, a troco de cem mil libras. marquesa de Montespan ambicionando ser a amante preferida do  rei Luís XIV  , e ambicionando ser a única mulher na cama do rei, ela celebrou com o padre Guibourg uma missa negra de tremendo poder.Pois bem: em 1678 a missa foi feita, e um ano depois em 1679, então a marquesa tornou-se «miraculosamente» na mulher preferida do rei, e a única mulher a deitar-se no leito real, a única mulher pelo qual o rei tinha verdadeiros olhos, e a única mulher a quem o rei permitia engravidar de filhos legítimos á coroa, algo reservado apenas á rainha.

Já nos julgamentos de bruxas realizados em Dauphiné, em 1428-17, soube-se também de um padre chamado Johannes Cunalis. O padre exercia o seu oficio em Munique, na Baviera, e não apenas possuía um Grimório de magia negra, como tinha celebrado pacto demoníaco. São inúmeros os casos de padres e freiras satânicas existentes ao longo dos séculos, ou seja, homens e mulheres com votos e sacramentos prestados a uma igreja, que porem subvertem esses votos, entregando-se em pacto demoníaco, e praticando magia negra. Nesses casos, produzem-se as mais fortes magia negras. Tais magias, podem ser encontradas nos mais secretos e sinistros livros de magia negra, os chamados Grimórios. E é nesses livros, que a prática de amarrações feitas com recurso á celebração de missas negras podem ser encontrados.

Ora, a bruxaria nunca escondeu a sua quota-parte de prática das artes da magia negra, assim como nunca fez grande questão em esconder registos históricos que atestam da sua relação com o Diabo e com os espíritos das trevas.  Há vários e celebres documentos conhecidos com Contratos do Diabo, e esses encontram-se inclusive no Vaticano, ( nos seus arquivos secretos), assim como em diversos e famosos museus de França como o Louvre, e também nos Estados Unidos em reputadas instituições como o instituto Smithsonian. Porem: são sempre documentos considerados de natureza sensível, e guardados longe da vista e do alcance do publico.

Geralmente, são documentos relacionados com Pactos com o Demónio, através dos quais – tendo-se previamente invocando ao Diabo – se firma um comercio oculto entre um bruxo ou bruxa e Satanás. Tratam-se também e outros tipos de documentos, que são documentos escritos e selados com o sangue do próprio bruxo, e através do qual o bruxo firma um comercio infernal com as trevas, ou seja:

o bruxo pede aos demónios um favor que beneficia um cliente seu, dando ao demónio em troca o seu próprio sangue de bruxo, assim como reafirmando a perpetuação do seu Pacto com as forças infernais, renovando os seus votos de fidelidade a Satanás, e prologando a sua aliança infernal com Lúcifer. Pois esta era uma das técnicas mais ocultas e comuns de praticar magias negras das mais eficientes, inclusive em casos da feitura de poderosas amarrações.

Facto digno de registo, é que da Idade Media até ao sec XV-XIX, muitos dos casos de Pactos demoníacos foram protagonizados por padres, abades e freiras, reforçando-se assim a ideia que as mais fortes bruxarias são celebradas não por leigos, mas sim por sacerdotes ordenados que simultaneamente se convertem em bruxos e bruxas ao darem anuência a Lúcifer e ás influencias satânicas, ou seja, freiras e padres satanicos.

No século XVII, o jurista eclesiástico Pierre de Lancre foi enviado para a zona Basca, a fim de investigar o que ali se passava, e lutar contra o culto herético aos deuses pagãos, que a igreja considera como uma forma de adoração ao Diabo, pois que conforme a doutrina de Igreja de Roma, não se tratam de «deuses» mas sim de demónios procurando a veneração dos humanos, assim desviando-os de Deus. Em 1608, descobriu-se a existência de um jovem padre chamado Pierre Bocal, que aos domingos celebrava a missa cristã, e porem durante as restantes noites da semana realizava ritos nos quais usava uma cabeça de bode enquanto oficiava veneração aos velhos deuses pagãos. Estava assim comprovada a existência de padres satânicos na região, e ficou-se assim a saber que naquela zona eram celebradas Missas Negras, assim como realizados Sabbats Satânicos.

Pierre de La Lacre era um jurista francês que viveu no século XVI ( 1553 -1631), e que esteve ao serviço do rei Henrique IV de França. Pierre de La Lacre entrou em contacto com o fenómeno da bruxaria quando visitando Roma, ali viu uma jovem rapariga possuída pelo demónio, que no decorrer um ataque demoníaco foi transformada num rapaz diante dos seus olhos, e mudou completamente a sua fisionomia e a sua voz. Tal era a força da entidade demoníaca que infestava o corpo da criança, que lhe conseguia fazer – para grande agonia da vítima – a carne e os ossos estalarem, esticarem-se, retorcerem-se, e moldarem-se em várias formas. A visão foi de tal forma perturbadora, que o jurista dedicou-se a estudar o fenómeno da bruxaria. Em 1609, o rei Henrique IV confiou-lhe a missão de estudar oficialmente o assunto, e procurar por bruxas. Para contradizer as vozes que afirmavam que as bruxas, a magia negra e as bruxarias eram apenas fantasias, delírios e histeria em massa, La Lacre documentou todos os seus encontros com bruxas. Grande foi porem o espanto de La Lacre, quando descobriu que muitos dos bruxos eram na verdade padres, e que muitas das bruxas eram ou freiras, ou mulheres que já sendo bruxas então tinham seduzido os padres para os corromper. Na verdade, La Lacre – para sua grande surpresa – e descobriu uma verdadeira legião de padres satânicos e freiras satânicas habitando dissimuladamente no próprio seio da igreja. Tais eventos foram descritos em obras como «Tableau de l’inconstance des Mauvais Anges» de 1612, «L’incredulité et Mescréance du Sortilege», de 1622, e « du Sortilege» de 1627.

Assim se sabe: quando se pretendem fortes e poderosas amarrações com efeitos concretos e práticos, deve-se recorrer a um sacerdote ordenado por uma igreja – seja que igreja for – pois apenas um sacerdote devidamente confirmado e ordenado pelos votos sacramentais de um igreja legalmente instituída, está investido de autoridade espiritual para lidar nos mais profundos e obscuros fenómenos do oculto, pois apenas esse pode subverter os seus próprios sacramentos sacerdotais, e assim agir como sacerdote satânico, cujo o apelo é irrecusável pelos demonios.

Como são feitas as amarrações de magia negra seladas por bruxo?

Um dos casos verídicos e mais célebres sobre trabalhos de magia negra selados por um bruxo, ocorreu na Inglaterra do século XIV. John de Notingham ( f. 1325), foi um famoso bruxo Inglês, cujos os lendários trabalhos de magia negra deixaram inscritas na historia indeléveis provas sobre a bruxaria, e a veracidade dos seus efeitos. Um dos seus mais notórios trabalhos ocorreu em 1323 quando um burgues de nome Robert de Mareschal contratou os préstimos do bruxo para lançar um bruxedo a um vizinho seu de nome Richard de Sowe . John de Notingham aceitou o trabalho, e iniciou os preparativos do mesmo retirando-se para uma casa isolada nos arredores de Coventry, onde começou a elaborar e trabalhar numa figura de cera representativa da vítima. O trabalho estava completo em 1324. Na noite de 27 de 27 de Abril, o bruxo John de Notingham chamou Robert de Mareschal á sua presença, e pediu-lhe que atirasse um pedaço de chumbo á cabeça do boneco. O homem assim o fez, e nada sucedeu. John de Notingham disse então a Robert de Mareschal que aguardasse pelo efeito. Mareschal regressou a casa sem saber aquilo que pensar, e no dia seguinte foi visitar o seu vizinho. Foi com temor que encontrou Richard de Sowe completamente desorientado. Disseram-lhe que de Sowe tinha enlouquecido subitamente durante a noite, que não se lembrava nem reconhecia ninguem á sua volta, e gritando repetia frequentemente a palavra «Flecha!». Nas semanas seguintes o homem não melhorou, até que na presença de Robert de Mareschal o bruxo John de Notingham retirou o pedaço de chumbo da cabeça da figura de cera, e trespassou no coração do boneco. Passados alguns dias, Richard de Sowe pirou ainda mais, debilitando-se fisicamente de forma inexplicável. Este caso historicamente documentado comprova o alcance e o poder da magia negra, e dos trabalhos de magia negra feitos e selados por bruxos.

Houve outro caso historicamente documentado sobre fortes amarrações seladas por  bruxos que lendários. Um desses casos sucedeu na Inglaterra do século XVII, e acabou mesmo por ser citado em publicações da altura, que foi o caso dos bruxos Weir. O Major Thomas Weir ( 1600-70), foi um militar e religioso que acabou por se tornar famoso pela pratica de magia diabólica ou magia negra.  De sua livre vontade, Thomas Wier confessou que ainda na juventude, ele e a irmã Jane Weir haviam sido procurados pelo Diabo, que se havia insinuado neles com todas as formas de tentações, até que ambos cederam e fizeram Pacto com o Demonio, tornando-se assim bruxos. Jane Weir havia recebido um presente do Diabo na forma de um espírito demoníaco familiar que a acompanhou dai em diante. Jane Weir recebeu também uma roda de fiar que se dizia trabalhar sozinha durante a noite. Com isso a bruxa fez muito dinheiro, pois os fios que roda de fiar produziam, era usados em amarrações com espantoso sucesso, pois essas amarrações eram amarradas com um fio que era obra do próprio demonio. E de amarrações dessas, ninguém escapa. Porem, se Jane tinha recebido um espírito demoníaco familiar e uma roca de fiar como presente do Diabo, já Thomas tinha recebido uma vara mágica na forma de um bastão ou bengala com a qual o bruxo andava a toda a hora, e jamais dela se separava. Era com essa vara que o bruxo – recitando os seus encantamentos em Latim – , invocava aos espíritos de trevas e as forças do inferno, para encantar e embruxar qualquer mulher que desejasse. Dessa forma, o bruxo chegou a ter fama de conseguir possuir para satisfação dos seus apetites de luxuria, qualquer mulher que desejasse. Depois de já serem bruxo e bruxa, os irmãos Thomas e Jane foram tentados pelo Diabo ao pecado do incesto, ao qual se entregaram sem restrições durante a celebração de Sabbats Satânicos, para grande deleite do demonio, que se sacia nos festins de pecado e lascívia. O bruxo Thomas usou também dos seus bruxedos para ter as mulheres que desejava. Uma delas foi a sua própria empregada, cometendo com ela o pecado do adultério debaixo do tecto do seu próprio lar. Outra das mulheres embruxadas foi a sua própria jovem enteada, consumindo-se assim outro inenarrável pecado. Os pecados amontoaram-se, para grande deleite do Diabo, que chegou mesmo a incorporar em animais, e através deles possuir tanto a bruxa Jane, como as mulheres embruxadas por Thomas. A fama do bruxo Thomas começou a espalhar-se, e consta que secretamente, muitos pedidos o bruxo recebeu para lançar amarrações de luxuria sobre várias mulheres, com a sua vara do Diabo. Ainda muito tempo depois de terem falecido, a fama dos bruxos Thomas e Jane Weir permanecia lendária, e foi registada numa publicação de Robert Chambers, «Traditions of Edinburg» (1825). Este tipo de amarrações de magia negra são por isso historicamente comprovadas, e poderosas.

Este tipo de amarrações de magia negra seladas pelo bruxo, o pedido de amarração é feito num papiro virgem e depois selado com gotas do próprio sangue do próprio bruxo. Tudo isso deve ser feito ás 03.03.03 da madrugada sob luar reinante de Lua Cheia, estando o bruxo situada no centro de um pentagrama riscado a sangue de bode negro em solo sagrado de cemitério, ou num templo ou igreja de solo sagrado, devendo este procedimento ser celebrado no decorrer do oficio de uma missa negra.

Mais sobre estes rituais de magia negra para amarrações aqui não dizemos, pois que assim está escrito na obra de são Cipriano, bruxo que firmou eterno Pacto com o Diabo:

é preciso declarar que não expomos estas receitas diabólicas para que os leitores as pratiquem; deixamo-las aqui porque entendemos ser de utilidade saber-se de tudo quanto é bom e mau

Obra de são Cipriano, pag 236

Pois assim se sabe que o são Cipriano ensinou:

As receitas gerais de magia negra de são Cipriano – bruxo que selou eterno Pacto com o Diabo – podem ser por todos lidas, e porem nem por todos devem ser praticadas aprofundadamente, pois que não devem aqueles que desconhecem aos segredos dos ensinamentos ocultos de são Cipriano ir meter as suas mãos naquilo que desconhecendo então apenas lhes poderá causar gravoso mal, tanto para si mesmos, como para outrem.

Efeitos das amarrações seladas por bruxo

Nas amarrações seladas por bruxo, a criatura amarrada tais amarrações será infestada de infernal possessão espiritual, e por isso ficará em espírito fustigada e aprisionada, e por isso em espírito a alma dessa pessoa não terá sossego enquanto não ceder e não se entregar ao mandate da amarração.

Porem:

Nas amarrações seladas por bruxo, a pessoa não vai virar um vegetal idiota e sem vontade própria, pois não isso que se deseja, pois se isso acontecesse então toda a gente suspeitaria que ela foi vitima de uma amarração, e isso iria arruinar o efeito da amarração, pois – conforme o bruxo são Cipriano ensinou – assim está escrito:

Para o bom êxito, é conveniente que (…)  ninguém saiba do vosso segredo; contrariamente, perde toda a magia

Obra de são Cipriano, forças e poderes ocultos, o poder da cabeça de víbora, Pag 317

Por isso:

a pessoa amarrada por estas amarrações , ( e as pessoas á sua volta), não podem desconfiar de nada, pata que não vão entregar a vitima do bruxedo aos braços da Igreja, dos seus remédios de água benta, e dos seus exorcismos, assim atrapalhando o trabalho de magia negra. Por isso a pessoa amarrada por estas amarrações poderá sempre ser livre de teimar como quiser teimar, e ser livre de andar por onde quiser, e ser livre persistir com quem quiser, que porem a amarração em espírito nela insistirá invisivelmente no seu espírito com os subtis ardis da magia negra, sempre sem cessar, ate que essa pessoa se entregue. Entregando-se, o purgatorio de assombrações e castigos cessará. Porem: não se entregando,então o purgatório de tormentos persistirá castigando e fustigando paulatinamente aumentando o seu grau de tormentos, até ao ponto da desgraça da criatura embruxada. Por isso: a criatura embruxada nunca mais se livrará do bruxedo, nem da sombra de quem a mandou embruxar, e carregará ambos á sua cruz como Jesus carregou a sua cruz, até ao ponto da sua desgraça.

Mais:

Nas amarrações seladas por bruxo, os espíritos dos mortos e entidades infernais manifestam-se 7 dias apos terem sido conjuradas; daí em diante, devemos deixar aos espíritos em paz para trabalharem em paz, pois dai em diante a amarração persistirá 7 dias apos 7 dias – sempre sem cessar – em espirito fustigando no espirito da criatura amarrada,  assombrando a criatura com assombrações e aparições, e assim será ate ela ceder!, pois enquanto essa criatura em espirito não ceder e se entregar ao mandante dessa bruxaria de amarração, então essa pessoa amarrada jamais encontrará felicidade que sempre dure na sua vida, e por isso essa criatura pode insistir conforme quiser insistir, e ela pode teimar conforme quiser teimar, e pode passar o tempo que passar, que porem o seu espirito jamais encontrará paz duradoura senão quando essa criatura ceder ao mandante das amarrações.

O que fazer quando se querem verdadeiras amarrações?

Antes demais, quando se querem verdadeiras amarrações, deve-se a todo o custo evitar recorrer de leigos e curiosos que andam por aí a fazer de «aprendizes de feiticeiros», a mexer com fenómenos que desconhecem, tudo ás custas do sofrimento que causam a quem já está a sofrer por – na sua ignorância – não saberem sobre aquilo em que estão a lidar.

Por isso:

quando se querem verdadeiras amarrações, deve-se procurar por instituições ou sacerdotes devidamente ordenados por uma igreja fundada com sacramentos legais e oficiais – tanto faz ser da Igreja Católica, como qualquer outra igreja – .

Porquê?

Porque conforme apenas um sacerdote devidamente ordenado está investido de autoridade espiritual para oficiar exorcismos e entrar em contacto com demónios nesse tipo de procedimento oculto, pois também apenas um sacerdote devidamente ordenado tem igual autoridade mística para celebrar conjurações tanto a espíritos como a demónios, e por isso apenas um sacerdote devidamente ordenado pode operar nos mistérios do espirito, seja na esfera do mundo dos mortos, ou seja na esfera infernal dos demónios e da magia negra.

Há sacerdotes que – pela natureza das suas inatas capacidades espirituais – se dedicam exclusivamente ao ofício do rito do exorcismo, ao passo que outros aprofundam os seus estudos e praticas místicas no campo do oculto, seja na demonologia, seja na necromancia,  ou na magia negra. Tanto o próprio Vaticano da Igreja Romana, como muitas outras igrejas legalmente fundadas e sacramentadas, possuem discretos e sigilosos centros privados de estudos religiosos para treinar e capacitar sacerdotes nos ofícios do oculto.

Por isso:

Quando se querem amarrações profissionais, deve-se sempre evitar o leigo e o ignorante,  e sim recorrer de profissionais.

Por isso mesmo, é historicamente reconhecido e bem-sabido sobre casos de padres, monges e abades da Igreja que – já na Idade Média – de dia celebravam as missas cristãs normais, e porem á noite – a troco de elevadas somas – empenhavam a sua alma do Diabo e celebravam pactos infernais em missas negras em honra do demónio, fosse para fins amorosos, fosse para eliminar inimigos, fosse mesmo em assuntos de estado e para vencer guerras. Desde os primórdios dos tempos medievais que existem essas freiras satânicas e padres satânicos que a peso de ouro, celebravam os mais preciosos, raros e poderosos trabalhos de magia negra, aos quais recorriam os reis, nobres e a elite da Europa.

E a verdade, é que os seus resultados eram amplamente apreciados e reconhecidos, pois não há rei nem nobreza que vá continuar a pagar um abade ou a um padre ao longo dos anos, se ao longo dos anos não testemunhar resultados satisfatórios, e os resultados da magia negra – para quem sabe guiar-se pelas instruções da magia negra – são invulgarmente eficazes e satisfatórios, especialmente nas amarrações, que são amarrações poderosas.

Cuidados a ter com amarrações poderosas de magia negra

como em todos os trabalhos que lidam com invocações de espíritos, assombrações e entidades infernais, neste tipo de trabalhos de amarração de magia negra, não se deve jamais andar a toda a hora a olhar o relógio, e todos os dias olhando o calendário, e a todo o tempo caído em impaciências, duvidas e inquietações, pois olhai que assim está escrito na obra de são Cipriano, bruxo que selou eterno Pacto com o Diabo :

«[Implorou Siderol]: perdão Lucifer, perdão, Lúcifer (…)

[Respondeu Lúcifer]: não te disse já, (…), que na minha lei também é preciso ter paciência? »

Obra de são Cipriano, «Enguerimanços de são Cipriano ou prodígios do Diabo», capitulo 8º, pagina 260

Assim se fica sabendo, porque assim foi dito por Lucifer e testemunhado na obra do bruxo são Cipriano:

Na Lei do Diabo, também o Diabo exige paciência e reverencia aos seus desígnios.

Por isso:

os prodígios de magia negra de são Cipriano não ocorrem na «impaciência», mas sim eles florescem na «fé» e eles frutificam na «paciência», pois que ensina são Cipriano que o tempo dos espíritos não é o tempo das pressas picuinhas dos homens, e por isso: seja na magia branca, ou seja na magia negra, ( e seja em qualquer trabalho de invocação de espíritos), a lei dos espíritos manda ter paciência, pois acaso não está escrito: «na minha lei também é preciso paciência»?

Pois então:

na magia negra, eis que a obra do bruxo são Cipriano garante que com «fé» e «paciência» todos os frutos do espírito são infalíveis!, e porem agindo ao contrario então poder-se-á colher tudo ao contrario daquilo que se deseja!.

Por isso:

– A inquietação, a ansiedade e as dúvidas são veneno que mata o fruto da obra do espirito, pois que a duvida é o veneno da certeza, da crença e da fé, e pois que olhai:

Quem tendo visto – depois de 7 dias de uma magia negra estar feita – os espíritos infernais a manifestarem-se diante dos seus olhos, então essa pessoa já não pode mais ter duvida alguma!, mas sim deve trilhar no caminho da certeza!, e com crença deixar os espíritos trabalhar e edificar conforme eles querem, pelo tempo que eles determinarem, e pelos caminhos que eles escolherem!

Pois por isso:

– Neste tipo de poderosos trabalhos, em 7 dias os espíritos infernais manifestam-se, e dai em diante – depois deles se manifestarem –  deve-se adotar essa postura espiritual e – conforme Lucifer anuncia na obra de são Cipriano – deixar aos espíritos demoníacos trabalhar, pois eles trabalham sempre por caminhos misteriosos, e eles operam sempre por trilhos insondáveis, e eles movem-se sempre por caminhos incompressíveis, e por isso o seu fruto acaba sempre florescendo quando menos se espera, pelos caminhos que menos se espera, e sempre no tempo pelos espíritos marcado, e não no tempo das picuinhas impaciências humanas.

Assim sendo:

– Respeitai esta regra para do espírito colher bom fruto, ao invés de andar afrontando os espíritos do demónio, e depois colher tudo ao contrario daquilo que aos espíritos se foi pedir.

Técnicas usadas nas amarrações seladas por bruxo

Na feitura destas amarrações, usam-se de artes ocultas de necromancia, assim como de magia negra

Isto é:

usa-se da necromancia, ou seja: da invocação de espíritos do Além,  para que espíritos do mundo dos mortos venham ao mundo dos vivos, e aqui permaneçam assombrando a criatura amarrada pelas amarrações, e assim a empreender nessa demanda amorosa que lhes foi encomendada.

Da mesma forma:

Usa-e também de magia negra, ou seja: no oficio dessas amarrações – são invocadas entidades e espíritos de trevas para constranger e coagir a alma de uma criatura, levando-a a ceder e aceitar os desígnios amorosos de quem a mandou amarrar com tais fortes amarrações. Para saber mais, leia também: trabalhos de magia negra com espíritos de mortos

Sobre estas amarrações, eis que os mais ancestrais e ocultos Grimórios de magia negra deixaram o seu grande legado de saberes ocultos, onde ali se podem encontrar as magicas das amarrações de magia negra, que são as amarrações adequadas ás mais desesperadas situações amorosas.

Amarrações?

Amarrações amorosas?

Amarrações poderosas?

Trabalhos  de magia negra?

Escreva-nos!

Trabalhos de magia negra, magia negra, amarrações. O altar de baphomet é uma Associação de natureza religiosa – informal e sem personalidade jurídica – fundada em 2011, e conforme os termos da Lei 16/2001 de 22 de Junho.O altar de baphomet é um altar privado de culto religioso privado e fechado. O altar de baphomet exerce os seus préstimos espirituais online, já há quase 1 década aqui abrindo caminhos nas causas mais impossíveis. No altar de baphomet praticam-se as artes da magia negra, invocações de espíritos de trevas, conjuraçoes de demónios, assombrações e aparições. Celebram-se missas negras para todos os fins: amarrações de casal, separações de casal, bruxaria de vingança, bruxarias de justiça, trabalhos de magia negra para afastamento de pessoas indesejáveis, trabalhos de magia negra para todos os fins.Desde 2011 a providenciar sucessos e vitorias, nos casos mais difíceis e desesperados.

© 2019, admin. All rights reserved.

This entry was posted in trabalhos de magia negra and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.