Amarrações de magia negra com fotos

Amarrações de magia negra com fotos

Nicholas Jacquier ( n. 1402), foi um padre dominicano que escreveu diversas obras sobre bruxas , magia negra, e bruxaria, incluído o influente «Flagellum Haereticorum Fascinariorum» de 1452, no qual Jacquier afirma que a bruxaria é a mais forte e condenável das heresias. È a máxima heresia. Por isso mesmo, explica-se a preferência do Diabo e dos demónios por desviar as almas que mais cobiçam para os caminhos da bruxaria, pois assim estão a induzir ao mais apetecível dos pecados, que é a máxima heresia da magia negra. Ao longo dos séculos, houverem inúmeros exemplos de bruxas que trilhando este caminho da magia negra, celebraram os mais fortes trabalhos de magia negra, tal conforme eles ainda hoje se praticam por quem tem esses conhecimentos.

Os bruxedos de amarração antes praticados com figuras representativas das pessoas que queriam embruxar, hoje em dia são celebradas com FOTOS. Porem: tais bruxedos permanecem hoje tao poderosos como era há séculos, pois os procedimentos usados nesses fortes trabalhos de magia negra são os mesmos de há tempos imemoriais, e que são ainda hoje usados, e que constam dos mais ocultos grimórios de magia negra. Os seus efeitos infestam a criatura embruxada de forte possessão espiritual, que se alastra na sua alma de forma imparável e indefectível. A criatura embruxada fica de tal forma possessa de espíritos e assombrações, que ou cede e se entrega a quem a mandou embruxar, ou os seus padecimentos persistem sem cessar até que ela ceda. Cedendo, o purgatório de tormentos cessará, e porem resistindo então os padecimentos ali persistirão a assombrar a criatura, aumentando paulatinamente até ao ponto da sua desgraça. Por isso, ou a criatura cede, ou acabará desgraçada. Porem: a verdade é que essa criatura nunca mais se livrará do bruxedo, nem da sombra de quem a mandou embruxar. Nunca mais. Há vários exemplos historicamente comprovados e documentados deste tipo de trabalho de magia negra.

Nanny Morgan ( 1789 – 1857), foi uma celebre bruxa que viveu Westwood Common, na Inglaterra. Conta-se que na sua juventude conviveu com ciganas, que lhe ensinaram as ocultas artes da bruxaria e dos trabalhos de magia negra. Os seus vizinhos mencionavam e que Nanny Morgan mantinha sapos vivos em sua casa, a quem alimentava, sendo que neles incorporavam demónios que ela usava para os seus trabalhos de magia negra. Alguns dos seus trabalhos de magia negra, eram feitos com recurso ao lançamento de mau-olhado ou olho-gordo, feito num ritual dirigido á vítima de bruxedo, no qual a bruxa usava de uma imagem da pessoa, vertendo sobre ela três gotas do seu próprio sangue de bruxa, e depois fixando intensamente o boneco com o seu olhar, e murmurando encantamentos que eram uma mistura de Latim, e do dialecto cigano que aprendeu. Com esse mau olhado lançado numa bruxaria á qual era adicionado o de sangue de bruxa e o encantamento em Latim e antigos dialectos ciganos, a vitima era embruxada sem escapatória. Nanny Morgan era terrivelmente temida pela sua vizinhança, e porem havia quem viajasse centenas e centenas de quilómetros para a ir visitar, e  pedir-lhe trabalhos de magia negra, tal não era a forte reputação da sua magia negra, e dos seus trabalhos de magia negra, especialmente as suas amarrações de magia negra. Dizem relatos históricos que foi com essa sua magia negra, que a pedido de uma cliente feminina, a bruxa amaldiçoou um certo homem de nome William Davis com tamanho trabalho de magia negra, que o homem ficou amarrado ao seu lar de uma tal forma, que nem sequer tinha forças para sair de casa. A reputação da bruxa era lendária, até no seu próprio tempo. Nos dias de hoje, tal como a bruxa Nanny Morgan usava figuras representativas das vitimas da bruxaria, usam-se FOTOS das mesmas. O processo continua igual ao que era há séculos atrás, e tão forte nos dias de hoje como era então.

Outro dos casos historicamente conhecidos desse tipo de bruxedo ocorreu em 1583, quando uma bruxa conhecida por mãe Gabley da localidade de Lynn – Inglaterra  , usou de um bruxedo feito com ovos. Tendo cozido os ovos em água fria, Gabley gotejou na água algumas gotas do seu próprio sangue de bruxa, mexeu os ovos olhando-os intensamente – lançando-lhes um forte mau olhado -,  ao mesmo tempo que recitava um encantamento em Latim proferido com a intenção de causar danos a um certo navio que tinha zarpado a caminho de Espanha. A verdade é que ao mesmo tempo uma furiosa tempestade atingiu o navio, e os 13 navegadores perderam-se para sempre no naufrágio da embarcação.  A bruxa foi condenada conforme a lei de 1563 contra Conjurações de Magia Negra, a lei da rainha Elisabete I, «Norfolk Act against conjurations, enchantments and witchcraft». Nos dias de hoje, tal como a bruxa Gabley usava ovos representativos das vitimas da bruxaria, usam-se FOTOS das pessoas que se desejam amarrar. Porém, o processo continua igual ao que era há séculos atrás, e igualmente contagiante.

Outro caso desta tipo de trabalhos de magia negra, sucedeu na Irlanda do século XIV, onde uma bruxa de nome Alice Keyteler (n. 1263) – a bruxa mais famosa da Irlanda desses tempos – usava de amarrações de magia negra tao poderosas, que apenas para si mesma – através de amarrações de magia negra –  tomou 3 maridos ricos, e herdou as suas fortunas. Os seus trabalhos de magia negra eram muitas das vezes celebrados em cemitérios. Os cemitérios são locais desde sempre frequentados por bruxas, até pela necessidade de ali ser um local onde se podem colher alguns dos mais raros ingredientes para algumas dos mais fortes trabalhos de magia negra. De acordo com Paulus Grillandus, um jurista italiano do século XVI, nos cemitérios as bruxas recolhiam pedaços de corpos, especialmente daqueles pertencentes a condenados á forca, pois que tinham sofrido uma morte amaldiçoada aos olhos de Deus, e por isso as suas almas podiam facilmente ser invocadas para trabalhos de magia negra. Por isso, as bruxas recolhiam desses condenados pedaços de unhas, cabelos, ossos, dentes, etc. Todos esses pedaços eram usados em temíveis ritos oficiados para trabalhos de magia negra, muitas das vezes também, celebrados em cemitério. Tal como os corpos de condenados, dizia-se que a bruxas também procuravam por crianças que houvessem falecido sem serem baptizadas, pois as suas almas estando ausentes de salvação, podiam facilmente ser invocadas para fins de magia negra. Alice Keyteler, a bruxa mais famosa da Irlanda, usava nos seus trabalhos de magia negra o crânio de um ladrão condenado.  Alice Keyteler teve quatro maridos, tendo os primeiros três sido seduzidos por meios de bruxaria e amarrações. Em 1324 a sua fama era lendária, e a bruxa tinha já uma colmeia de bruxas seguidoras. Keyteler tinha um demónio que a acompanhava sempre, chamado Robin Artinson, um demónio menor ao serviço de Satanás. Era nas encruzilhadas que a bruxa Alice invocava esse demónio, oferendando o sangue de 3 galos pretos. Houve reuniões e sabbats realizados dentro de Igrejas, liderados pela bruxa Alice Keyteler. Os trabalhos de magia negra de Alice Keyteler eram celebrados em cemitérios ou encruzilhadas, e os seus efeitos eram temidos, fosse para assuntos amorosos com amarrações, fosse para assuntos de vingança e retribuição.  Nos dias de hoje, usam-se FOTOS nos mesmo tipos de ritos de amarrações de magia negra que a a bruxa Alice Keyteler celebrava.O processo místico continua igual ao que era há séculos atrás,  igualmente contagiante e imparável.

Quer verdadeiras amarrações com fotos ?

Escreva-nos!

Trabalhos de magia negra, magia negra, amarrações, amarrações de magia negra, O altar de baphomet é uma Associação de natureza religiosa – informal e sem personalidade jurídica – fundada em 2011, e conforme os termos da Lei 16/2001 de 22 de Junho.O altar de baphomet é um altar privado de culto religioso privado e fechado. O altar de baphomet exerce os seus préstimos espirituais online, já há quase 1 década aqui abrindo caminhos nas causas mais impossíveis. No altar de baphomet praticam-se as artes da magia negra, invocações de espíritos de trevas, conjuraçoes de demónios, assombrações e aparições. Celebram-se missas negras para todos os fins: amarrações de casal, separações de casal, bruxaria de vingança, bruxarias de justiça, trabalhos de magia negra para afastamento de pessoas indesejáveis, trabalhos de magia negra para todos os fins.Desde 2011 a providenciar sucessos e vitorias, nos casos mais difíceis e desesperados, celebrando trabalhos de magia negra, magia negra, amarrações, amarrações de magia negra.

© 2019, admin. All rights reserved.

This entry was posted in trabalhos de magia negra and tagged , , , , , , , , . Bookmark the permalink.