Amarrações de magia negra de são Cipriano

Amarrações de magia negra de são Cipriano

Lambert Daneau (1530-1595), foi um sacerdote Calvinista Francês que enquanto residiu em Genebra, Suíça, tomou conhecimento de casos reais de magia negra e testemunhos os efeitos verídicos da bruxaria. Inspirado nesses eventos, em 1564 Daneau publicou a obra De Veneficiis , ( Bruxas), numa versão em Latim, depois traduzia em 1574 para Francês, cujo o titulo era Les sorciers. A obra foi lançada para combater o ceticismo quanto á bruxaria, demonstrando com factos e eventos verídicos que a magia negra era uma realidade concreta e palpável. Daneau descreve como as bruxas usam daquilo que ele chama de «magia venenosa» para contaminar as vítimas com magia negra.

O celebre código Babilónico de Hammurabi ( 1772 a.C), é um conjunto de leis escritas oriundo da Mesopotâmia, no qual já constam nítidas referencias á magia negra, á bruxaria, a ás bruxas. A magia negra é por isso uma realidade comprovada que existe há milénios, com provas historicamente documentadas sobre a sua natureza, o seu poder, e os seus resultados. Estes saberes milenares, constam dos ocultos saberes de são Cipriano, o bruxo (f. 258 d.C). Estes saberes místicos perduraram nas obras de são Cipriano, que foram sendo descobertas ao longo dos seculos. Em 1882 um historiador galego encontrou uma versão do Grand Grimoire onde se encontravam ensinamentos de são Cipriano, impressos em Francês e Latim, num capitulo intitulado «Cyprien Mago ante Conversionem». O local de publicação desta obra era Salamanca, e havia sido redigido em 1460. O texto continha várias imagens de sigilos mágicos, assim como formulas diabólicas para obter todo o tipo de favores com a ajuda do Diabo,. O texto de são Cipriano impresso no Grand Grimoire, foi usado por um notório bruxo de nome Lagrange.

O frade dominicano germânico Albertus Magnus ( 1190-1280), foi um celebre teólogo e demonologista. Deu aulas na Universidade de Paris, e o notório Tomás de Aquino (1225 – 1274), foi seu aluno. Nos seus escritos, Magnus deixou solidas indicações de como as bruxas faziam pactos com o Diabo, assim como sobre os pactos explícitos e pactos tácitos, e de como era com fundamento nesses pactos que as bruxas recebiam os conhecimentos e poderes quje lhes permitiam celebrar os mais fortes trabalhos de magia negra. Posteriormente, Aquino haveria de aprofundar estes estudos sobre a natureza da magia negra e da demonologia. E estes saberes, constam dos ensinamentos de são Cipriano, o bruxo.

Por volta dos anos de 1678, existiu uma bruxa a quem chamavam a bruxa de Lawford, cujo o nome era Rebecca. Rebecca habitava em Essex, Inglaterra, e já era filha de uma bruxa, e quando se tornou uma jovem mulher o Diabo visitou-a na sua cama, beijou-a, e prometeu-lhe casamento, jurando-lhe que seria seu marido eterno, e que os seus inimigos seriam dai em diante inimigos do Diabo, e que cuidaria dela, assim como lhe revelaria os segredos da magia negra que abrem a porta a poderosos bruxedos. Rebecca jurou ao Diabo que seria sua obediente esposa, fiel seguidora e lasciva amante, e que até á morte negaria a Deus, á Virgem e aos santos. Foi nessa noite que negando a cruz,  Rebecca se entregou luxuriosamente ao Demonio, e este durante a devassa copula lhe concedeu a marca do Diabo, transformando-a numa bruxa. Dessa noite em diante, a bruxa Rebecca tornou-se esposa do Diabo, amante de demonios, e fiel seguidora das artes da magia negra. E conforme a bruxa de Lawford se entregava em herética e profana obscenidade aos demónios que a visitavam, também deles recebia sabedorias de magia negra que abriam caminho aos mais voluptuosos desejos eróticos da sua clientela, que a procurava para lhe encomendar amarrações.

Na localidade de Pasley, na Escócia, por volta dos anos de 1697 existiram as bruxas Katherine Campell, Agnes Naismith e Magaret Lang. Tratavam-se de reputadas bruxas, cujos o corpos tinham recebido a marca do Diabo quando foram se entregaram ao demónio em pecaminosa luxuria, e celebraram pacto com Satanás, jurando-lhe eterna fidelidade. Daí em diante, as bruxas celebravam profanos rituais onde cometiam obscenas heresias e devassas blasfémias, deixando-se copular com os demónios que invocavam, e deles recebendo em troca saberes sobre os mistérios de magia negra que lhes permitiam fazer as mais fortes bruxarias, e com elas semear as mais irresistíveis seduções entre homens e mulheres. Era com esses bruxedos que se criavam as mais fortes amarrações de magia negra. A pessoa embruxada por uma dessas amarrações de magia negra, acabava sempre por se ir entregar a quem a tivesse mandado embruxar, e seguia essa pessoa por todo o lado arrebatadoramente apaixonada, e como se não houvesse outra pessoa no mundo. Essas amarrações de magia negra eram de tal forma poderosas, que se tornaram lendárias.

Ainda hoje, as mais fortes amarrações de magia negra são feitas com recurso estes ancestrais saberes que são Cipriano descreveu na sua obra, e que são infalíveis.

Procura verdadeiros trabalhos de magia negra ?

Venha falar com quem sabe.

Escreva-nos!

© 2020, admin. Todos os direitos reservados. Copyright de trabalhosdemagianegra.com

This entry was posted in amarrações and tagged , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.